“E se o projeto não agradar ao cliente? E se o projeto precisar de muitas alterações ao ser encomendado? E se o valor não encaixar no orçamento do cliente? E se os fornecedores não concluírem tudo no prazo? E se os produtos saírem de linha antes da contratação?”  

Muitas dúvidas passam pela nossa mente quando se trabalha centenas de horas em um projeto, aplicando todo o nosso talento, desenvolvendo um ambiente maravilhoso, digno de capa de revista. Mas apesar de ser o que você mais gosta, e mesmo que tudo dê certo, esta é apenas uma parte do trabalho no escritório de arquitetura.

Você fez um ótimo trabalho, o cliente pode adorar, mas o cliente também pode pedir alterações, o projeto pode ficar muito caro, pode ficar complicado encontrar fornecedores ou o prazo pode ficar muito longo. Muitas coisas podem acontecer depois que você realiza o trabalho que tanto ama.

Não seria legal partir para o próximo projeto? Começar um novo trabalho sem precisar dedicar tanto tempo para tarefas complicadas? E se o retrabalho necessário pudesse ser reduzido a ponto de você fazer as alterações, pedir orçamentos e gerar o executivo em pouco tempo? A resposta é SIM, é possível!

Mas vale lembrar que além do desenvolvimento dos projetos, você precisa trabalhar para gerenciar o negócio, lidar com clientes, prestadores de serviço, fazer os check-ins na obra, treinar o time e revisar o trabalho deles, aprender diversos softwares, exigir prazos, conferir orçamentos, fazer a sua autopromoção, promover o seu escritório, acompanhar as tendências do mercado…. Uau, muita coisa mesmo.

Profissionais arquitetos e urbanistas são profissionais que, após passarem por 5 a 6 anos na sua formação superior, com foco dominante em disciplinas técnicas e filosóficas de análise crítica, diagnóstico, planejamento e projeto; estão efetivamente aptos a atuarem como protagonistas responsáveis pelo ciclo completo, desde a concepção inicial original até a conclusão de uma obra.

 

A atuação do Arquiteto e Urbanista otimiza cada etapa do processo construtivo, qualifica as especificações dos materiais adequados e a técnica construtiva pertinente. Portanto, para obter o melhor retorno entre custos e benefícios é fundamental que cada projeto seja pensado em harmonia com as necessidades próprias do cliente, considerando as características de cada lote e seu entorno geográfico e cultural

Fonte: CAUBR. https://www.caubr.gov.br/por-que-a-compra-de-projetos-arquitetonicos-pela-internet-nao-e-recomendada/

É preciso repensar a forma como você toca o seu negócio e como o seu time trabalha.

Vivemos as dores deste meio à vários anos, e com nosso nosso time de arquitetos, designers e engenheiros, identificamos os principais problemas que o seu escritório pode estar enfrentando:

  • Dificuldade de fazer a equipe de projetistas seguir um padrão;
  • Necessidade de utilizar diversos softwares no escritório;
  • Manter um fluxo constante de projetos e recebimentos;
  • Encontrar todas as informações, gabaritos e normas técnicas dos produtos.

Neste post, queremos saber o seu relato sobre estes pontos. Para você, tudo isso faz sentido? Você tem alguma história ou problema adicional para nos contar? Deixe o seu relato nos comentários.

Dificuldade de fazer a equipe de projetistas seguir um padrão

Sabemos que trabalhar sem um padrão de projeto pode gerar diversos problemas, como dificuldade de leitura, interpretação, compatibilização, localização de informações, erros de atualização e retrabalho. Quando cada projeto é desenvolvido em um formato diferente, a identidade do escritório acaba sendo comprometida. 

Esta situação pode não ser um problema, quando você está trabalhando sozinho no escritório, mas ao contratar o primeiro estagiário este problema vai afetar a sua produtividade. A partir do momento que você deixa de trabalhar sozinho surge a necessidade de montar um padrão de projeto e também a necessidade da capacitação constante do seu time. 

Necessidade de utilizar diversos softwares no escritório

Qualquer tipo de negócio, seja pequeno, médio ou grande, é uma coleção de processos. Mesmo para um estúdio de criação, os processos de trabalho precisam seguir uma sequência lógica, os softwares têm papel fundamental para dar velocidade rumo à entrega. 

Softwares são ferramentas de trabalho. E muitas dessas ferramentas ficaram paradas no tempo, afinal foram concebidas para uma época diferente. Felizmente muitas ferramentas evoluíram e hoje, individualmente, conseguem atender diversas atividades que exigiam softwares diferentes.

Em poucos anos tivemos muitas evoluções, por isso, atualmente ter muitas ferramentas juntas no mesmo ambiente pode gerar mais problemas e retrabalho do que trazer eficiência.

Manter um fluxo constante de projetos e recebimentos

É inevitável para a sobrevivência de qualquer negócio manter um fluxo constante de vendas e recebimento. Mas como criar um fluxo se ora você está promovendo o seu escritório, ora está projetando, ora gerenciando e acompanhando as obras? 

Se você tem um escritório pequeno, deve estar se desdobrando para treinar estagiários e projetistas com objetivo de delegar algumas atividades rotineiras. Assim, você tem mais tempo para se dedicar à promoção do escritório nas redes sociais, ao mesmo tempo que confere projetos e acompanha as obras, certo? 

Para manter um fluxo mais constante de projetos, a chave é começar a dividir os assuntos de Marketing e Vendas para entender um padrão mais previsível. Existem técnicas para isso, com uma nova dinâmica de trabalho você pode ganhar um tempo precioso para se dedicar a estas atividades no seu negócio e alcançar aquilo que você tanto precisa.

Encontrar todas as informações, gabaritos e normas técnicas dos produtos

Como é bom quando temos as informações corretas e atualizadas sobre os produtos e materiais que vamos sugerir no projeto, não é mesmo? Mas com o aumento da diversidade de opções e normas que são necessárias para atender, fica quase impossível manter um catálogo físico  totalmente atualizado, sem considerar as informações técnicas necessárias. 

Somado a um cenário onde a rotatividade de funcionários é alta e as informações sobre os produtos mudam constantemente, fica difícil organizar e manter um catálogo fiel de produtos. Essa insegurança sobre a precisão das informações acaba gerando um stress adicional, por fim algum risco precisa ser assumido para não atrasar o projeto. A falta dessas informações no momento certo, na concepção do projeto, acaba gerando uma enormidade de retrabalhos em diversos pontos no fluxo do projeto, tanto no escritório, quanto na obra. 

Manter um catálogo completo, profissional, organizado, com todas as informações técnicas necessárias, com precisão e seguindo as últimas atualizações da indústria reduz essa insegurança. Você está se perguntando em como fazer isso?

Nós temos a resposta:

O modelo de negócio da venda de projetos personalizados, é um ótimo negócio!!! 

Nós encontramos o caminho para você equilibrar tudo. Para ser bem sucedido no negócio de arquitetura, você precisa trabalhar com uma nova dinâmica, sair do convencional. O seu projeto deve hoje incorporar a solução para o cliente, entregar já a conexão com o varejo, com informações precisas de produto. E você precisa ser ágil, precisa eliminar as tarefas chatas e complicadas. 

Queremos te escutar, deixe o seu depoimento e descreva a sua visão sobre estes pontos. 

Para você, tudo isso faz sentido? Você tem outra opinião? Tem alguma história ou problema adicional para nos contar? 

Temos na Gabster um time de arquitetos, engenheiros e desenvolvedores trabalhando todos os dias para ajudar você a eliminar esses problemas do seu escritório. Conte a sua história, vamos ajudá-lo a entender como mudar este cenário. 

Ocorre que este mercado está passando por uma digitalização de processos, produtos e serviços. Para tanto, uma nova dinâmica de trabalho precisa ser entendida.

Você já pode começar a transformação, aprendendo com nossos materiais, veja neste e-book sobre como ter eficiência no escritório (clique) os conceitos que defendemos. Aproveite os benefícios de sair na frente e conte com a gente nesta transformação.