Assim como diversas áreas, a engenharia está passando por mudanças significativas devido ao avanço tecnológico. Novas tendências e desafios estão surgindo para os profissionais engenheiros, que precisam se adaptar a essas mudanças para se manterem competitivos no mercado. Algumas das tendências mais significativas incluem a integração de novas tecnologias, automação e robótica, a busca por soluções mais sustentáveis e ecoeficientes e o uso da inteligência artificial. Para trazer suas percepções sobre o futuro da engenharia, três especialistas do mercado debatem sobre o tema e indicam caminhos possíveis para os profissionais engenheiros: Cleandro Nilson, CEO e idealizador da Gabster; Renato Bernardi, diretor de Inovação da Movergs; e Silvio Bittencourt, diretor da Unidade de Tecnologia e Inovação da Tecnosinos. Para eles, a mudança na forma de produzir engenharia passa pela aprendizagem e domínio dos recursos que a tecnologia oferece para utilizá-los a favor do crescimento e eficiência.

Integração da tecnologia na engenharia

A engenharia está cada vez mais dependente de tecnologia, incluindo a inteligência artificial, big data, realidade virtual e aumentada, além de outras inovações. Os profissionais precisam ser capazes de integrar essas tecnologias em seus projetos para garantir a eficiência e qualidade de suas soluções

Cleandro diariamente acompanha os clientes da Gabster nas transformações que a nova metodologia de trabalho traz na criação de um projeto 3D e posterior entrega de especificações para a indústria moveleira. A plataforma é um exemplo de tecnologias disruptivas para o setor, ao conectar arquitetos e profissionais de design com 11 segmentos da indústria da construção em um único ambiente. Para o executivo, a tecnologia já está presente há um bom tempo no dia a dia, desde que os profissionais passaram a incluir softwares na execução de seus projetos.

Porém, o que ainda é bastante comum é a modelagem de produto estar atrelada ao que o software fornece, mas não ser pensada antes do uso do recurso tecnológico, o que é um atraso para o engenheiro, que relembra o conceito de economia de experiência ao levar em conta a necessidade dos clientes antes da concepção dos projetos.

Como diz Cleandro Nilson,

Antes, se um engenheiro aprendesse a usar um determinado software para modelar um produto, se mudasse de software teria que reescrever tudo. Ou seja, a base de conhecimento era do software e não do profissional e da empresa, limitando seu desempenho ao que a ferramenta era capaz de produzir. Agora é preciso entender uma metodologia de desenvolvimento de produto, antes do uso do software, pensar e planejar os produtos nas suas estruturas, composições, funções, para então utilizar de um recurso tecnológico que abarque todas as necessidades.

A afirmação concorda com o ponto de vista de Renato, que destaca o fato de que a empresa ter um “robô” quer dizer que algum processo já está automatizado, mas não necessariamente gerou conhecimento, não absorveu informação para que outras inovações possam surgir. “O conhecimento se forma a partir de dados, informações geradas durante o processo. As pessoas são geradoras de conhecimento, mas é preciso armazenar esse aprendizado para que o negócio prospere.” afirma Renato. No processo de geração de conhecimento, o professor Silvio percebe a engenharia se transformando para dar conta de outros campos de conhecimento, se tornando cada vez mais multidisciplinar.  “São três aspectos que percebo como indispensáveis para este momento da engenharia: a multidisciplinaridade, a transformação digital e o empreendedorismo”, explica.

Inteligência artificial X Habilidades humanas

A inteligência artificial está sendo cada vez mais usada na engenharia, desde a modelagem de sistemas até a análise de dados. Os engenheiros precisam ser capazes de usar essas tecnologias de forma eficaz para melhorar a eficiência e a qualidade de seus projetos. Em tempos em que executivos como Elon Musk pedem por uma pausa no desenvolvimento da Inteligência Artificial (AI), os executivos brasileiros acreditam que é possível usufruir da AI para benefício da sociedade e do indivíduo, desde que os profissionais entendam qual é o seu papel e qual é a função da tecnologia. Conforme Renato,

Se queremos ter o controle de processos, garantia de qualidade, redução de custos e produtos mais baratos para consumo, não dá para ficar dependendo de processos manuais e exclusivamente operados por humanos. As transformações tecnológicas vêm pressionadas por questões de legislação trabalhista, normativas de segurança, altos impostos e, aquelas empresas que conseguiram fazer investimentos em maquinários modernos, conseguiram enxergar que a tecnologia de software e agora a AI são a revolução.

Professor e estudioso da inovação, Silvio trabalha com o conceito de “singularidade soft”, se referindo às tecnologias como instrumento para turbinar a competência do ser humano. “O humano será mais eficiente e terá sua capacidade de criação ampliada em função de tecnologias como a AI. Como surfar a onda? Se aliando às soluções que vão tirá-lo da produção artesanal e tornar seu trabalho mais eficiente”, conclui.

Cleandro argumenta que:

Hoje, com a AI, o que precisamos fazer é reaprender a pensar. A tecnologia vai ajudar a resolver uma das atividades, mas é o profissional que deve ter a visão sistêmica do que precisa ser feito e planejar o todo dentro de um processo estruturado. Quando a Gabster inicia um projeto com um novo cliente, a primeira coisa que fazemos é capacitar a equipe para saber planejar o processo antes do uso da plataforma, pois se engana quem pensa que em metodologias ágeis tudo está pronto. Ela ainda precisa de planejamento.

Engenheiro do futuro

Com tantas mudanças e avanços tecnológicos, os engenheiros precisam se manter atualizados para serem competitivos no mercado. Isso significa que eles precisam de treinamento constante e desenvolvimento de novas habilidades. A engenharia envolve muitas equipes diferentes, incluindo engenheiros, arquitetos, empreiteiros, entre outros. Assim, os profissionais precisam ser capazes de se comunicar efetivamente com essas equipes e colaborar para garantir o sucesso de seus projetos.

A educação continuada é a recomendação de Sílvio para os engenheiros que querem construir uma longa carreira na área: “O engenheiro precisa se manter em constante atualização no seu campo, mas também em temas correlatos porque, apesar de ele ter uma profissão (engenheiro) as carreiras têm mudado e se ramificado, exigindo habilidades diferentes”, aconselha o professor.

A qualificação diferenciada e a capacidade de pensar antes de executar são características indispensáveis para os engenheiros do futuro segundo Cleandro. Para ele, ter uma visão sistêmica, entender como tudo se conecta e ter aptidão para o planejamento é o que diferencia os profissionais das máquinas. “Aqui na Gabster também qualificamos pessoas para o mercado, mas uma coisa que elimina um candidato é ser apenas um executor. Aqui instigamos todos a pensar e evoluir o seu nível de consciência sobre o ambiente como um todo”. O profissional precisa fazer um bom uso da mente, ter um pensamento mais forte e visão voltada para o resultado dos clientes” justifica.

Para Renato, o que nunca muda é que os profissionais precisam ter vontade de fazer acontecer.

Tem que ter brilho nos olhos, querer vencer na vida. O trabalho concorre com muitas outras oportunidades na vida. Na entrevista, tem que ver que a pessoa aceita desafios”, conclui o engenheiro.

 

MAIS CONTEÚDOS

Atualização do Plugin – 4.7.1.1

Atualização do Plugin – 4.7.1.1

Chegou a versão 4.7.1.1 do Plugin Gabster! Nossa equipe de inovação e desenvolvimento na Gabster não para nunca. Estamos sempre trabalhando para aprimorar a experiência dos nossos usuários e clientes na Plataforma. É com grande satisfação que anunciamos o lançamento...

Campanha SOS São Leopoldo e Serra Gaúcha

Campanha SOS São Leopoldo e Serra Gaúcha

Na Gabster, acreditamos que cada projeto desenhado por arquitetos, designers e profissionais do setor transforma realidades. Hoje, convidamos você, da nossa comunidade de usuários do SketchUp no Brasil, a se juntar a nós em um esforço urgente e essencial:  Ajudar a...

Lançamento Brisalux no Catálogo Gabster.

Lançamento Brisalux no Catálogo Gabster.

Brisalux Agora você pode incorporar a inovação Brisalux em seus projetos no SketchUp. Ofereça aos seus clientes não apenas um espaço esteticamente agradável, mas também funcional e adaptado às necessidades modernas com alta precisão. O seu projeto merece o melhor em...

Atualização do Plugin – 4.7.0.38

Atualização do Plugin – 4.7.0.38

Chegou a versão 4.7.0.38 do Plugin Gabster! Nossa equipe de inovação e desenvolvimento na Gabster não para nunca. Estamos sempre trabalhando para aprimorar a experiência dos nossos usuários e clientes na Plataforma. É com grande satisfação que anunciamos o lançamento...

Tenha acesso a recursos visuais aprimorados no SketchUp 2024

Tenha acesso a recursos visuais aprimorados no SketchUp 2024

A versão 2024 oferece uma nova camada de realismo e estilos visuais inovadores diretamente na interface do SketchUp, além de atualizações que aumentam a produtividade.Acesse visuais mais realistas diretamente no SketchUp e aperfeiçoe seus modelos adicionando...